Sete dicas para um sexo incrível

Twitter
Compartilhe:

Sexo bom não tem fórmula, pois depende muito da sintonia entre o casal. Mas, se houver disponibilidade física e psicológica da parte dos dois, alguns cuidados e atitudes podem tornar o sexo simplesmente incrível. Um time de especialistas dá as dicas.

Prepare o ambiente
Entrar em um quarto e perceber que ele foi especialmente arrumado para o sexo já desperta a libido de homens e de mulheres. Ele deve ser enfeitado com flores e objetos em tons de vermelho e dourado – que tal colocar as flores sobre a cama, no maior clima de lua-de-mel? – e perfumado com aromatizadores suaves, de preferência florais – embora odores amadeirados ou cítricos sejam interessantes no dia a dia, na hora do sexo eles podem ser enjoativos. Uma roupa de cama limpa e macia também é bem-vinda, pois ativa o sentido do tato.

Isso feito, escolha músicas que agradem aos dois para ficar tocando ao fundo e deixe a iluminação à meia-luz. Desligue celulares, televisão, computador e deixe os problemas fora do quarto. O que importa agora é o prazer a dois.

Reserve um tempo para o sexo
Se trabalho, reuniões e compromissos têm durações que são respeitadas, por que não agir da mesma maneira em relação ao sexo? Não no sentido de cronometrar, mas de separar mais do que 15 minutinhos corridos para a relação. Entenda: a transa não deve acontecer quando surgir uma brecha entre um programa e outro: a transa deve ser O programa. Converse com seu parceiro ou sua parceira, veja quando os dois estarão livres e combinem que esse tempo será dedicado ao ato sexual. E tenha em mente que isso está longe de significar pressão ou obrigação. É dedicação ao relacionamento.

Dê espaço para as fantasias
No começo de todos os relacionamentos, qualquer mudança é excitante e mantém a chama da paixão acesa. Mas, com o passar do tempo, as novidades ficam escassas e, não raro, o tesão esfria. Aí entram as fantasias: elas são uma forma de atiçar o casal, de sair da rotina, de fazer diferente e de criar uma intimidade mais forte entre os parceiros.

Fale sobre seus desejos. De sexo ao ar livre ao uso de roupas diferentes, vale tudo que a imaginação permitir – e, claro, que deixar os dois à vontade. Conversem, vejam quais são possíveis e as coloquem em prática. Quando o casal tem sintonia, as fantasias podem e devem ser exploradas numa boa.

Experimente produtos eróticos e de farmácia
Em casal, façam uma visita a uma sex shop e escolham juntos produtos e brinquedinhos que excitem os dois. Podem ser géis, cremes, lingeries, algemas e tudo que o tesão mandar. Se não se sentirem à vontade para encarar os vendedores pessoalmente, aproveitem as sex shops online. As entregas são feitas em embalagens que não permitem ver o que há dentro do pacote e sem indícios de que o remetente é uma loja de produtos eróticos. Daí é só colocar tudo em uso e aproveitar!

Também nas farmácias há opções de produtos que dão um “tchan” à transa. Lubrificantes à base d’água podem ser usados para facilitar o sexo ou para dar um tempero novo àqueles casais que já tenham lubrificação suficiente, mas que queiram inovar na cama. E camisinhas de látex com texturas, relevos e sabores geram novas sensações para a mulher e para o homem. Não se esqueça de escolher marcas aprovadas pelo Inmetro.

Capriche nas preliminares
Antes da penetração, homem e mulher devem se permitir momentos de carícia e exploração do corpo alheio: são as preliminares, valorizadíssimas pelas mulheres e muitas vezes esquecidas pelos homens. Elas são importantes não apenas por criarem uma conexão maior entre o casal, mas também para ajustar os tempos dos dois: eles costumam atingir o pico de excitação muito rápido, enquanto elas precisam de um período entre cinco e dez minutos (no mínimo) para chegar lá. Beije na boca, no corpo, dê lambidinhas, massageie, sussurre palavras gentis e eróticas nos ouvidos, faça sexo oral, manipule os órgãos genitais do outro. Quando ambos estiverem em ponto de bala, podem partir para a penetração e para o orgasmo.

Varie as posições
Nada de ir para a cama com roteiro de posições. Quando a sequência é sempre a mesma, chega uma hora em que o sexo fica muito chato. O Kama Sutra é uma ótima fonte de ideias, e a partir das posições sugeridas lá, o casal pode criar suas próprias variações. Sair do quarto também facilita a descoberta de novas posições: em cima da pia da cozinha, no sofá da sala e debaixo do chuveiro, por exemplo, encaixes inéditos certamente surgirão.

Conheça o próprio corpo
Não se pode deixar para o outro a responsabilidade de descobrir como proporcionar prazer. Para o sexo ser mais proveitoso, cada um deve saber a que o próprio corpo responde e mostrar esse caminho para o parceiro ou a parceira. O autoconhecimento corporal é conquistado com masturbação ou uso de acessórios eróticos, como vibradores. Quem se toca entende seu ritmo sexual e consegue fazer ajustes na dinâmica a dois. Quem sabe chegar ao orgasmo sozinho consegue chegar com o outro.

Fontes: Célia Pereira (personal sex love trainer), Claudia Graichen Guimarães (psicóloga e terapeuta sexual, membro da Sociedade Brasileira de Sexualidade), Cláudya Toledo (match-maker, fundadora da agência A2 Encontros e autora do livro “Sexo e Segredos dos Casais Felizes”, da Ed. Alaúde), Erica Aidar (terapeuta e life & professional coach), Erica Mantelli (ginecologista e obstetra), Fátima Moura (sensual coach), Geise Cavaliere (psicopedagoga, terapeuta no ensino da arte sensual e sensual coach), João Batista Pedrosa (psicólogo, terapeuta sexual e analista do comportamento), Lina Wainberg (psicóloga, especialista em terapia de casal e família, mestre em sexologia e doutora em psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Ufrgs) e Rita Rostirolla (sex trainer)

* Raquel Paulino, especial para o iG